Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
9

Artista detida por construir "caiaque-vagina"

Obra de arte poderá custar-lhe dois anos de prisão ou multa de 18 mil euros.
16 de Julho de 2014 às 21:22
A artista partilhou fotografias da sua obra final no Instagram
A artista partilhou fotografias da sua obra final no Instagram FOTO: Instagram

A artista japonesa Megumi Igarashi foi detida, sendo acusada de violar as leis de obscenidade japonesas por enviar fotografias da sua vagina a 30 pessoas que poderiam depois imprimi-las a três dimensões. Caso seja considerada culpada, Igarashi pode enfrentar uma pena de dois anos de prisão ou uma multa de 2,5 milhões de ienes (cerca de 18 mil euros).

As pessoas a quem a artista enviou as imagens tinham apoiado a sua campanha de "crowdfunding" para construir um caiaque com a forma do seu órgão genital: o "pussy boat", como a própria o batizou.

A artista de 42 anos, que se considera uma "artista da vagina", quer quebrar os tabus da sua sociedade em relação ao órgão genital feminino. Com a polémica da sua mais recente obra, a artista japonesa conseguiu gerar o debate sobre a razão pela qual as vaginas são ofensivas e os pénis não naquele país asiático.

arte vagina genitais caiaque Megumi Igarashi Japão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)