Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
6

Morreu Joseph Murray, pioneiro no transplante de órgãos

Joseph Murray, o cirurgião responsável pelo primeiro transplante renal bem-sucedido, Nobel da Medicina em 1990, morreu nesta segunda-feira em Boston, EUA, depois de ter sofrido um ataque cardíaco. Tinha 93 anos.
27 de Novembro de 2012 às 17:17
Joseph E. Murray tinha 93 anos
Joseph E. Murray tinha 93 anos FOTO: D.R.

Até 1954 nunca tinha sido feito um transplante de rim com sucesso e só as novas técnicas introduzidas por Murray, devido à sua experiência em animais, permitiram conseguir o feito por que ficou conhecido. Os doentes perfeitos eram gémeos verdadeiros, um dos quais padecia de insuficiência renal em estado terminal. Após a operação de transplante ainda viveu mais oito anos.

Murray, um católico praticante, viveu com a sua mulher durante 65 anos, até à sua morte. Tiveram seis filhos. Na biografia que se lê no site do Nobel, o médico diz-se "abençoado" pela sua vida. O seu único desejo era ter a oportunidade de viver mais dez vidas, para poder investigar embriologia, genética, física, astronomia, geologia e ainda ser pianista, um eremita na natureza, jornalista da revista National Geographic ou jogador de ténis.

 

Na autobiografia, o destino para a décima vida, aquela em que voltaria a ter a mesma profissão: "A minha vida como cirurgião-cientista tem sido muito recompensadora. Nos pacientes, testemunhamos a natureza humana no medo mais cru, no desespero, na coragem, na compreensão, na esperança, na resignação, no heroísmo. Se estivermos alerta, podemos detectar novos problemas para resolver, novos caminhos para investigar."

MORTE AVC NOBEL DA MEDICINA TRANSPLANTES
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)