Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Presidente da Gâmbia proclama república como "Estado islámico"

Divulgado na página de internet da presidência.
13 de Dezembro de 2015 às 12:11
O presidente Yahya Jammeh conduz com mão de ferro o país desde que assumiu o poder, num golpe há mais de 20 anos
O presidente Yahya Jammeh conduz com mão de ferro o país desde que assumiu o poder, num golpe há mais de 20 anos FOTO: AFP

O presidente da Gâmbia, Yahya Jammeh, declarou esta república africana como um "Estado islâmico", segundo foi este domingo divulgado na página de internet da presidência.


"O destino da Gâmbia está nas mãos de Deus Todo Poderoso Alá. A partir de hoje, a Gâmbia é um Estado islâmico. Seremos um Estado islâmico que respeita os direitos dos cidadãos", diz o texto, que surge acompanhado por uma imagem de Jammeh vestido com uma jilaba e um chapéu branco, segurando um rosário e um Corão.


Desde que chegou ao poder em 1994, Jammeh tem-se caracterizado por repetidas declarações de adesão à fé islâmica e da qual é praticante rigoroso.


Mais de 90% dos dois milhões de gambianos professam a religião muçulmana, sendo a restante população cristã ou animista.


O presidente Yahya Jammeh conduz com mão de ferro o país desde que assumiu o poder, num golpe há mais de 20 anos, e o seu regime foi acusado de graves violações dos direitos humanos.


Jammeh também é conhecido pela sua agressividade contra os homossexuais, que chegou a descrever como "vermes" e relacionando-os com doenças como a lepra, a tuberculose e a gonorreia.


A Gâmbia está rodeada pelo Senegal e por 80 quilómetros de costa com o Oceano Atlântico, sendo o país mais pequeno da África continental.

Gâmbia Yahya Jammeh estado islâmico
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)