Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Al-Assad acusa França de combater e apoiar terroristas

Presidente sírio diz que sempre defendeu uma coligação internacional antiterrorista.
19 de Novembro de 2015 às 19:31
Presidente sírio Bashar al-Assad
Presidente sírio Bashar al-Assad FOTO: Getty Images
O Presidente sírio, Bashar al-Assad, denuncia a amizade da França com a Arábia Saudita e o Qatar e acusa Paris de "falta de seriedade" por ora combater, ora apoiar o terrorismo.

As declarações de Al-Assad constam de uma entrevista concedida ao semanário francês Valeurs Actuelles no sábado e divulgada esta quinta-feira.

Para o chefe de Estado sírio, a França deve mudar de política e "baseá-la no único critério - e não em vários - de fazer parte de uma aliança que luta contra o terrorismo, e não de países que apoiam o terrorismo ao mesmo tempo que o combatem".

Al-Assad sugere ao seu homólogo francês, François Hollande, e ao ministro dos Negócios Estrangeiros, Laurent Fabius, que sejam "sérios quando falam de luta contra o terrorismo", já que "não se pode combater o Daesh (acrónimo árabe que designa o Estado Islâmico (EI)) enquanto se é aliado do Qatar e da Arábia Saudita, que armam os terroristas".

Afirmando que sempre defendeu uma coligação internacional antiterrorista, o líder sírio garante ao Valeurs Actuelles que está disposto a colaborar na luta contra o EI mas não a "perder tempo" com países, governos e instituições que apoiam o grupo.
Bashar França Arábia Saudita Qatar Paris chefe de Estado Estado Islâmico terrorismo política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)