Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Antinuclear ganha Prémio Nobel da Paz

ICAN reúne centenas de organizações não governamentais.
Rogério Chambel 7 de Outubro de 2017 às 06:00
Beatrice Fihn, diretora do ICAN, defende o fim das armas nucleares
ICAN
ICAN
ICAN
Beatrice Fihn, diretora do ICAN, defende o fim das armas nucleares
ICAN
ICAN
ICAN
Beatrice Fihn, diretora do ICAN, defende o fim das armas nucleares
ICAN
ICAN
ICAN
O prémio Nobel da Paz foi ontem atribuído à Campanha Internacional para a Abolição das Armas Nucleares (ICAN), informou o Comité Nobel norueguês, que justificou a decisão com o trabalho feito para a eliminação de armamento nuclear no Mundo.

"Vivemos num mundo onde o risco de as armas nucleares serem utilizadas é mais elevado do que nunca. Alguns países modernizaram os respetivos arsenais e o perigo de mais países procurarem tê-los é real, como é o caso da Coreia do Norte", disse a presidente do Comité, Berit Reiss-Andersen.

Para a diretora do ICAN, Beatrice Fihn, a atribuição deste prémio (no valor de 950 mil euros) "envia uma mensagem a todos os Estados com armamento nuclear. Não podemos ameaçar com o massacre indiscriminado de centenas de milhares de civis em nome da segurança".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)