Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Atira furgoneta contra esplanada

Autor do ataque tinha relações com grupos extremistas de direita.
Francisco J. Gonçalves 8 de Abril de 2018 às 09:58
Ataque com furgoneta na Alemanha
Carrinha investe contra multidão e faz vários mortos e dezenas de feridos na Alemanha
 Carrinha atropela multidão e deixa dezenas de mortos e feridos na Alemanha
Carrinha investe contra multidão e faz vários mortos e dezenas de feridos na Alemanha
Carrinha investe contra multidão e faz pelo menos 3 mortos na Alemanha
Ataque com furgoneta na Alemanha
Carrinha investe contra multidão e faz vários mortos e dezenas de feridos na Alemanha
 Carrinha atropela multidão e deixa dezenas de mortos e feridos na Alemanha
Carrinha investe contra multidão e faz vários mortos e dezenas de feridos na Alemanha
Carrinha investe contra multidão e faz pelo menos 3 mortos na Alemanha
Ataque com furgoneta na Alemanha
Carrinha investe contra multidão e faz vários mortos e dezenas de feridos na Alemanha
 Carrinha atropela multidão e deixa dezenas de mortos e feridos na Alemanha
Carrinha investe contra multidão e faz vários mortos e dezenas de feridos na Alemanha
Carrinha investe contra multidão e faz pelo menos 3 mortos na Alemanha
Um homem lançou este sábado uma furgoneta contra a explanada de um restaurante em Münster, no Noroeste da Alemanha, matando pelo menos duas pessoas e fazendo 20 feridos, seis deles com gravidade. O condutor matou-se de seguida dentro da viatura com um disparo de pistola.

A polícia não descarta a possibilidade de terrorismo, mas ao que se sabia ontem, o condutor era um alemão, identificado como Jens R., de 48 anos, pessoa sem relação conhecida com o radicalismo islâmico. Contudo, buscas no seu apartamento, situado a somente dois km do local do ataque, revelam que tinha contactos com extremistas de direita.

Segundo algumas testemunhas, duas outras pessoas seguiam na furgoneta junto do condutor e escaparam do local após a colisão que levou na frente as pessoas sentadas na explanada do restaurante Grosser Kiepenkerl. A polícia não confirmou, mas estava ontem a investigar a possibilidade de haver cúmplices em fuga.

"Os investigadores estão a verificar a cena do crime, tentando identificar indícios. Essa é a nossa prioridade atualmente", afirmou Andreas Bode, porta-voz da polícia, acrescentando: "O perigo já passou".

De acordo com a revista 'Der Spiegel', a polícia está atualmente a investigar um incidente semelhante ocorrido na noite de sexta-feira em Cottbus, no Leste da Alemanha. Como no ataque de Münster, um homem atirou o carro contra um grupo de pessoas, ferindo duas e fugindo de seguida.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)