Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Ativista apresenta queixa contra deputada moçambicana que "pediu" a sua violação

Imagem de ecrã com a sequência tornou-se viral nas redes sociais em Moçambique.
Lusa 8 de Maio de 2019 às 17:43
Fatima Mimbire
Fatima Mimbire FOTO: Direitos Reservados
A analista e ativista anti-corrupção moçambicana Fátima Mimbire anunciou esta quarta-feira que apresentou queixa judicial contra a deputada da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), partido no poder, Alice Tomás, que sugeriu na Internet que a queixosa fosse violada.

A ação por incitação à violência foi interposta junto da Procuradoria-Geral da República (PGR), anunciou Mimbire publicamente na sua página pessoal na rede social Facebook.

"A violação sexual é de extrema violência e desprezo pela dignidade humana. Por isso, deve ser veementemente combatida e os seus atores e promotores, exemplarmente punidos", referiu.



Em causa, está um comentário de Alice Tomás através da sua conta naquela rede social.

Fátima Mimbire defendeu publicamente, na segunda-feira, que se discuta a atribuição do estatuto de "herói nacional" ao ex-líder da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), Afonso Dhlakama, e isso valeu-lhe mensagens críticas.

Ao comentar uma delas, a deputada referiu: "Aquela precisa ser violada por 10 homens fortes cheio de energia (...) Porque aquela boca só tira palavras venenosas para o Povo Moçambicano".

Na terça-feira, uma imagem de ecrã com a sequência tornou-se viral nas redes sociais em Moçambique.

Confrontada pelos jornalistas esta quarta-feira no parlamento, Alice Tomás recusou-se a comentar o assunto, assim como o líder da bancada da Frelimo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)