Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Ativista do movimento ‘Me Too’ sob suspeita

Deputada da Califórnia acusada de abusos.
Ângela Mata 10 de Fevereiro de 2018 às 09:49
Cristina García terá apalpado os genitais de um funcionário durante um jogo
Assédio
Cristina García terá apalpado os genitais de um funcionário durante um jogo
Assédio
Cristina García terá apalpado os genitais de um funcionário durante um jogo
Assédio
Cristina García, uma deputada estadual da Califórnia que ganhou destaque como parte do movimento ‘Me Too’, contra os abusos sexuais nos EUA, foi acusada de assédio por dois ex-funcionários.

Um dos casos remonta a 2014, durante um jogo de basebol que reunia os funcionários da assembleia estadual, no qual a deputada terá apalpado as nádegas e a zona genital de Daniel Ferro. O abuso aconteceu quando o então assessor estava sozinho no banco da equipa.

Um outro homem, que trabalhou como lobista e não quis ser identificado, também confirmou ter sido assediado num evento de angariação de fundos, em 2017. O homem refere que recebeu uma proposta sexual explícita da deputada e diz que esta tentou tocar-lhe nos genitais.

As alegadas vítimas referem ambas que Cristina parecia estar sob o efeito de álcool no momento do assédio.

Cristina García, uma das personalidades do ano da revista ‘Time’, alega não se lembrar de tais comportamentos e diz-se pronta a colaborar com a investigação do caso.
Cristina García Califórnia Me Too assessor EUA Daniel Ferro Time questões sociais política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)