Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Ativistas resgatam mais de 60 cães em matadouro na China

Todos os anos, milhares de cães são mortos antes de serem comidos pelos moradores de Yulli.
18 de Junho de 2019 às 15:38
Mais de 60 cães resgatados por ativistas num matadouro na China
Mais de 60 cães resgatados por ativistas num matadouro na China
Mais de 60 cães resgatados por ativistas num matadouro na China
Mais de 60 cães resgatados por ativistas num matadouro na China
Mais de 60 cães resgatados por ativistas num matadouro na China
Mais de 60 cães resgatados por ativistas num matadouro na China
Mais de 60 cães resgatados por ativistas num matadouro na China
Mais de 60 cães resgatados por ativistas num matadouro na China
Mais de 60 cães resgatados por ativistas num matadouro na China
Mais de 60 cães resgatados por ativistas num matadouro na China
Mais de 60 cães resgatados por ativistas num matadouro na China
Mais de 60 cães resgatados por ativistas num matadouro na China
Mais de 60 cães resgatados por ativistas num matadouro na China
Mais de 60 cães resgatados por ativistas num matadouro na China
Mais de 60 cães resgatados por ativistas num matadouro na China

Mais de 60 cães desnutridos foram resgatados, a 12 de junho, em Yulin, República Popular da China. Todos os anos, milhares de cães são mortos antes de serem comidos pelos moradores de Yulli, num festival de comida controverso.

Um grupo de ativistas resgatou os cães e levou-os para um abrigo temporário para receberem os tratamentos necessários. A organização pretende agora enviar os animais para centros de resgate.

De acordo com o grupo de ativistas, os animais que se encontravam naquele matadouro poderiam ter vindo nos últimos camiões que foram permitidos entrar na cidade, antes do início do festival Yulin Dog Meat, realizado no solstício de verão.

"Queremos que o mundo veja os horrores do comércio de carne de cão na China", afirmou a associação ao jornal Daily Mail.

Embora este festival tenha chocado milhões de pessoas em todo o mundo, a maior parte da população chinesa não come, de facto, cães. Estes animais são consumidos por uma minoria de residentes no norte da China, perto da península coreana e da Mongólia, bem como no sul da China, perto do Vietname.

No ano passado, a Humane Society Internacional, resgatou cerca de 135 cães de três matadouros subterrâneos perto de Yulin.

Yulli Humane Society Internacional Yulin Dog Meat Daily Mail questões sociais animais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)