Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Detido sequestrador de avião egípcio

Sequestro sem relação com terrorismo.
29 de Março de 2016 às 07:26
Avião da companhia EgyptAir que foi desviado
Avião da companhia EgyptAir que foi desviado FOTO: Yiannis Kourtoglou/Reuters

Foi detido o sequestrador do avião egípcio, que continha um cinto de explosivos falsos. A informação foi confirmada pelo governo do Chipre minutos depois de quatro das sete pessoas que o pirata do ar mantinha reféns terem abandonado o aparelho, três pela porta e outra pela janela do 'cockpit'. O homem saiu do avião e atravessou a pista de mãos no ar, segundo um jornalista da agência France Presse no local. A polícia agarrou-o, revistou-o durante cerca de dois minutos e levou-o do local, acrescentou.


A informação foi avançada minutos depois de quatro das sete pessoas que o pirata do ar mantinha reféns terem abandonado o aparelho, três pela porta e outra pela janela do 'cockpit'.


O sequestro terminou sem vítimas a registar. O avião foi desviado esta terça-feira do Egito para o Chipre.

Às 12h00 ainda mantinha reféns sete pessoas, três tripulantes, um segurança e três passageiros estrangeiros, anunciou o ministro da Aviação Civil egípcio, Sharif Fathy.

Os reféns eram o comandante, o copiloto, uma hospedeira, um segurança da companhia aérea, a EgyptAir, e três passageiros, disse o ministro em conferência de imprensa, sem precisar as nacionalidades dos passageiros.

Sequestro de avião egípcio sem relação com terrorismo
O sequestro de um avião egípcio, desviado para o aeroporto cipriota de Larnaca (sul), não está relacionado com terrorismo, afirmou esta terça-feira o Presidente de Chipre, Nicos Anastasiades.

As motivações do pirata do ar ainda não são claras, mas "não está ligado ao terrorismo", afirmou Anastasiades, em conferência de imprensa com o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz.

Fontes governamentais cipriotas, citadas pela agência noticiosa France Presse (AFP), afirmaram que o sequestrador do avião da Egyptair pediu para se encontrar com a ex-mulher, que é cipriota.

O homem exigiu ver a ex-mulher, que vive numa localidade próxima do aeroporto de Larnaca, onde o avião aterrou, depois de ter sido desviado da rota, que fazia entre Alexandria e Cairo, indicaram fontes governamentais cipriotas.

As mesmas fontes disseram que a mulher está a ser transportada para o aeroporto. A rádio pública cipriota noticiou que o sequestrador pediu asilo a Chipre.

O homem já libertou a maioria dos passageiros do avião, adiantou a companhia aérea, esclarecendo que o voo transportava 55 passageiros, apesar de um comunicado da Aviação Civil egípcia ter indicado 81.

À saída do aeroporto de Borg al-Arab, na periferia de Alexandria, "o aparelho transportava quatro holandeses, oito norte-americanos, quatro britânicos, dois belgas, um francês, um sírio e um italiano", sendo os restantes passageiros egípcios, anunciou o ministério da Aviação Civil egípcio, em comunicado.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros do Chipre confirmou, através do Twitter, que o sequestrador é Eif Eldin Mustafa. Anteriormente tinha sido noticiado que o homem tratava-se de Ibrahim Samaha.

Fontes da aviação civil e da companhia aérea afirmaram que um homem ameaçou fazer rebentar um cinto com explosivos para obrigar o avião a desviar-se da rota e aterrar no aeroporto de Larnaca. O aeroporto de Larnaca está encerrado e os voos estão a ser desviados para outras aerogares.

Primeira imagem do sequestrador:


Drama com sequestro em Larnaca em 1985
Em 1985, um avião tinha sido sequestrado no mesmo aeroporto de Larnaca, no Chipre. O sequestrador, um palestino, foi libertando rapidamente os passageiros antes de ser detido.

A primeira imagem que surgiu do avião da Egypt Air:



Avião Chipre desviado
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)