Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Brasil ultrapassa os 10 mil mortos por coronavírus

Número total de infetados no país é oficialmente de 147.003.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 9 de Maio de 2020 às 15:46
Coronavírus Brasil
Coronavírus Brasil FOTO: Reuters

O Brasil atingiu este sábado a triste marca de 10 mil pessoas mortas pela Covid-19, a doença provocada pelo coronavírus. O marco foi atingida durante a madrugada deste sábado e divulgada pouco depois das 7 horas brasileiras, 11 horas em Lisboa.

A essa hora, de acordo com os balanços divulgados pelas secretarias de Saúde dos 27 estados brasileiros, o país tinha oficialmente 10.037 mortes provocadas pela doença. No final desta sexta-feira, o número oficial de mortes confirmadas pelo Ministério da Saúde, que publica o balanço diário todas as noites, era de 9.897, mas ao longo da madrugada as secretarias regionais, que fazem a atualização em tempo real, confirmaram infelizmente novos óbitos.

Ainda de acordo com os dados dos órgãos regionais, o número total de infetados pelo coronavírus em todo o Brasil era oficialmente de 147.003. Mas, de acordo com um estudo de cientistas da USP, Universidade de São Paulo, a tragédia pode ser imensamente maior e o país já pode ter neste momento dois milhões de infetados, estimativa que só não foi confirmada oficialmente porque o Brasil não tem testes suficientes para rastrear a população, nem mesmo para confirmar casos de pessoas internadas em estado grave em hospitais pelo país.

Das 20 cidades com maior índice de letalidade, 18 estão no norte e no nordeste do país, 13 delas no estado do Amazonas, que vive um caos total nos hospitais e até nos cemitérios. Em Manaus, capital do Amazonas, centenas de doentes em estado grave esperam vários dias por um leito em Unidade de Cuidados Intensivos, UCI, e por respiradores, e várias acabam por morrer sem nem ao menos terem sido atendidas.

Ao menos três capitais de estado decretaram o chamado "locidown", o confinamento total da população, São Luís, capital do estado do Maranhão, Fortaleza, capital do Ceará, e Belém, capital do Pará, onde os hospitais públicos já atingiram 100% da ocupação. Na maior cidade do Brasil, onde já há quase 50 mil infetados e já foram confirmadas mais de 3100 mortes, a edilidade, depois de outras medidas frustradas pelo desrespeito da população, adotará a partir de segunda-feira uma rigorosa limitação do tráfego automóvel, com multas pesadas disparadas automaticamente pelos radares ou aplicadas por fiscais para quem violar a medida, tentando evitar o colapso absoluto no serviço público de saúde, cujos hospitais já trabalham com ocupação acima dos 90%, apesar de vários hospitais de campanha terem sido criados.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)