Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Brasil: investigadores detetam Zika em urina e saliva

Não há provas de que o vírus seja transmissível por estes fluidos.
5 de Fevereiro de 2016 às 16:17
Investigadores vão fazer mais testes para saber se o vírus Zika é transmissível por saliva ou urina
Investigadores vão fazer mais testes para saber se o vírus Zika é transmissível por saliva ou urina FOTO: EPA
O principal instituto de investigação do Brasil anunciou esta sexta-feira que o vírus Zika foi detetado em urina e saliva, mas acrescentou que não há provas de que ele seja transmissível por esses fluidos.

"A presença do vírus Zika ativo foi encontrada na saliva e na urina", disse à imprensa Paulo Gadelha, diretor do Instituto Fiocruz, no Rio de Janeiro.

"Mas isso não significa que exista capacidade de transmissão através da saliva e da urina", frisou, acrescentando que "será necessária uma série de exames para clarificar a questão".

O Zika, transmitido por mosquitos, tem poucos efeitos na maioria das pessoas, mas crê-se que é responsável por graves deficiências congénitas em bebés nascidos de mães infetadas.

Uma vaga de novos casos no Brasil e na América Latina desencadeou alertas contra viagens de mulheres grávidas para a região e está a aumentar o receio de que as viagens para os Jogos Olímpicos, que se realizam em agosto no Rio, sejam afetadas.

Há ainda muita informação por esclarecer sobre o vírus, incluindo se pode ser transmitido de pessoa para pessoa.

Contudo, a Organização Mundial de Saúde (OMS) aconselhou na quinta-feira os países a não aceitarem doações de sangue de pessoas que tenham estado em países com casos de Zika.
Brasil Zika saliva urina saúde OMS Organização Mundial de Saúde
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)