Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet

Mãe e padrasto de menino de nove anos ainda estão acusados de violação e abuso sexual para com a criança.
7 de Agosto de 2018 às 10:05
Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet
Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet
Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet
Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet
Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet
Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet
Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet
Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet
Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet
Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet
Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet
Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet
Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet
Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet
Casal condenado a prisão por vender filho a pedófilos na Internet
Berrin Taha, de 48 anos, uma mulher que vendeu o próprio filho a pedófilos através da Dark Web (em português "Internet Obscura") foi condenada a 12 anos e seis meses de prisão. O caso ocorreu na cidade de Friburgo em Brisgóvia, na Alemanha.

Também Christian Lais, de 39 anos, o padrasto do menino, foi sentenciado a outros 12 anos atrás das grades. O julgamento começou em junho deste ano, altura em que a criança tinha nove anos.

Para além de prostituição forçada e distribuição de pornografia infantil, o casal foi anda acusado de terem abusado sexualmente do menor várias vezes e de violação, sendo que vários dos abusos foram inclusivamente filmados.
Ver comentários