Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Centeno espera que Governo italiano apresente novo orçamento "em linha com as regras"

Fórum de ministros das Finanças da zona euro discute esta segunda-feira o "chumbo" ao projeto de OE2019 apresentado pelo Governo italiano.
5 de Novembro de 2018 às 14:24
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
O presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, disse esta segunda-feira em Bruxelas esperar que, na sequência do "chumbo" da Comissão Europeia, o Governo italiano apresente na próxima semana um novo projeto orçamental para 2019 que respeite as regras europeias.

À entrada para uma reunião do fórum de ministros das Finanças da zona euro, Centeno apontou que um dos temas em agenda é precisamente uma "discussão em torno da opinião que a Comissão produziu sobre o projeto de orçamento de Itália", mas não serão para já tomadas decisões, pois Roma tem até à próxima semana para reformular o documento, o que o presidente do Eurogrupo espera que suceda, em nome da "sustentabilidade e estabilidade"

"Todos sabemos que não temos de tomar decisões hoje, mas esperamos que, dado que está a decorrer o processo de revisão desse mesmo projeto orçamental pelo Governo italiano, o que ocorrerá durante a semana que vem, que essa revisão permita trazer o orçamento o italiano em linha com aquilo que são as nossas regras orçamentais, para trazer sustentabilidade e estabilidade, quer a Itália, quer a toda a área do euro", afirmou.

Centeno apontou que o debate desta segunda-feira em torno das perspetivas orçamentais para o próximo ano "tem contribuições de todos os ministros" e "seguramente que o ministro das Finanças italiano também estará disponível e seguramente que dará a todos os colegas do Eurogrupo explicações sobre a estratégia orçamental italiana".

"Esperamos todos obviamente por esse contributo", disse.

Questionado sobre se espera que Roma altere a sua proposta orçamental -- apesar de o Governo "antissistema" já ter anunciado que não alteraria "nem um euro", por muitas cartas que recebesse de Bruxelas -, Mário Centeno limitou-se a recordar que existem "princípios comuns de gestão" das políticas económicas, "e em particular da política orçamental", no seio da zona euro, "e a noção de sustentabilidade é uma noção que deve estar presente em todas as discussões".

"Aguardaremos pela reação do ministro italiano sobre essa dimensão também", concluiu.

O fórum de ministros das Finanças da zona euro, presidido por Mário Centeno, discute esta segunda-feira o "chumbo" de Bruxelas ao projeto de orçamento para 2019 apresentado pelo Governo italiano, ainda na expectativa de qual será a resposta de Roma.

Em 23 de outubro passado, e pela primeira vez desde a instituição do "semestre europeu" de coordenação de políticas económicas e orçamentais (em 2010), a Comissão Europeia pediu a Itália que reformulasse o seu projeto orçamental, por apresentar uma derrapagem orçamental sem precedentes na história do Pacto de Estabilidade e Crescimento.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)