Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Chuva forte inunda bairros de Pemba em Moçambique

Algumas das principais artérias da cidade estão submersas sendo quase impossível circular nalguns locais.
28 de Abril de 2019 às 08:54
Ciclone Kenneth
Ciclone Kenneth
Ciclone Kenneth
Ciclone tropical Kenneth
Ciclone Kenneth
Ciclone Kenneth
Ciclone Kenneth
Ciclone tropical Kenneth
Ciclone Kenneth
Ciclone Kenneth
Ciclone Kenneth
Ciclone tropical Kenneth
Alguns bairros de Pemba, capital provincial de Cabo Delgado, Norte de Moçambique, estão inundados devido à chuva forte que cai desde a madrugada, três dias depois do ciclone Kenneth atingir a região.

Nalguns bairros "há água até à cintura", disse uma fonte das equipas de socorro das Nações Unidas que a par do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) estão a caminho de alguns dos bairros mais precários da cidade, tais como Paquite, Ingonane e Hinos.

É necessário "prestar auxílio" a residentes em perigo, disse um dos elementos à Lusa.

Algumas das principais artérias da cidade estão submersas sendo quase impossível circular nalguns locais.

O ciclone Kenneth dissipou-se no sábado, mas a depressão atmosférica que gerou tem continuado a provocar chuva com intensidade em diversas zonas das províncias de Cabo Delgado e Nampula.

Pemba tinha escapado à entrada do ciclone em terra, na quarta-feira, mas o pior acabou por chegar este domingo.

No início da madrugada, o vento começou a soprar com intensidade, amainando de seguida para dar lugar à chuva forte, acompanhada de trovoadas.

O ciclone Kenneth foi o primeiro, desde que há registos, a atingir o Norte de Moçambique, onde provocou cinco mortos, segundo números oficiais e numa altura em que ainda decorrem levantamentos em zonas mais remotas.

Quase 3.500 casas foram parcial ou totalmente destruídas, pelo menos 16 mil pessoas foram afetadas pelo ciclone e há mais de 18 mil pessoas em 22 centros de acomodação.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)