Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Coreia do Norte é o “primeiro teste” à presidência de Trump

McCain diz que China é a chave do conflito.
16 de Abril de 2017 às 15:41
O ex-candidato presidencial John McCain
John McCain
O senador republicano John McCain
O ex-candidato presidencial John McCain
John McCain
O senador republicano John McCain
O ex-candidato presidencial John McCain
John McCain
O senador republicano John McCain
John McCain afirmou, em entrevista à NBC News, que a tensão entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos "é o primeiro teste" à presidência de Donald Trump. Para o senador republicano, eleito pelo estado norte-americano do Arizona, a China é "a chave" do conflito.

"A China é a chave. Eles conseguem travar isto se quiserem devido ao controlo que têm sobre a economia norte-coreana", afirmou McCain no programa Meet The Press.

De lembrar que este domingo a Coreia do Norte tentou lançar um míssil balístico perto de Sinpo, na costa leste do país, mas o teste terá falhado, informou o Ministério da Defesa da Coreia do Sul. Esta tentativa surge um dia depois do regime de Kim Jong-Un ter exibido durante uma parada militar na capital Pyongyang o seu arsenal com um novo míssil.

"A Coreia do Norte tentou testar hoje de manhã um tipo de míssil não identificado, na zona de Sinpo, na província de Hamkyong, mas acreditamos que o teste falhou", refere um comunicado da ministra da defesa sul-coreana.

O lançamento do míssil foi detetado pelo exército norte-americano às 23h21 (22h21 hora de Lisboa), perto de Sinpo, confirmou fonte do Departamento de Defesa norte-americano à Reuters, acrescentando que o lançamento terá resultado na "explosão quase imediata" do projétil.
Coreia do Norte Trump Estados Unidos tensão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)