Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Crianças foram medicadas antes do resgate na gruta da Tailândia

O primeiro-ministro tailandês confirma que os ansioliticos pretendiam controlar a ansiedade e tornar o resgate mais fácil.
11 de Julho de 2018 às 12:14
Ambulância para o resgate das crianças presas na gruta
Equipas de resgate dentro da gruta onde crianças ficaram presas
As equipas de resgate durante as operações de retirada das crianças
Ambulância para o resgate das crianças presas na gruta
Equipas de resgate dentro da gruta onde crianças ficaram presas
As equipas de resgate durante as operações de retirada das crianças
Ambulância para o resgate das crianças presas na gruta
Equipas de resgate dentro da gruta onde crianças ficaram presas
As equipas de resgate durante as operações de retirada das crianças
Os menores salvos da gruta de Tham Luang, na Tailândia, receberam medicação de forma a controlar a ansiedade antes do momento do resgate. O primeiro-ministro tailandês, Prayuth Chan-ocha, confirma que foram enviados ansiolíticos para os acalmar e tornar o resgate mais fácil.

Em conferência, na passada terça-feira, o primeiro-ministro confirma que a única forma de sair da gruta era via mergulho e através de túneis escuros e estreitos invadidos de água lamacenta. Como tal acrescenta ainda que as crianças tomaram medicação para a ansiedade, "Algo que não os deixasse excitados, nem stressados", esclarece Prayuth Chan-ocha.

É dito ainda na conferência que a finalidade da medicação era exclusivamente evitar possíveis ataques de pânico nas crianças, decorrentes da delicada situação em que se encontravam.
Tham Luang primeiro-ministro tailandês Tailândia menores gruta resgate
Ver comentários