Donald Tusk: “Cansaço não justifica apressar o Brexit”

Presidente do Conselho Europeu foi acusado de “envenenar” as eleições europeias.
Por Francisco J. Gonçalves|17.04.19
  • partilhe
  • 0
  • +
O presidente do Conselho Europeu reagiu às críticas de deputados europeus que o acusam de "envenenar" as eleições europeias de maio, ao permitir a participação do Reino Unido.

Donald Tusk frisou que "enquanto pertencer à UE", a participação nas eleições "é um direito e uma obrigação" do Reino Unido e disse ainda, sobre o adiamento do Brexit para o final de outubro, que "o cansaço [com o impasse do processo] não pode servir de desculpa para apressar as coisas".

Tusk respondeu assim a críticas duras de deputados europeus, entre os quais o coordenador do Brexit, Guy Verhofstadt, que acusou o presidente do Conselho Europeu de, ao dar mais seis meses à PM britânica, Theresa May, estar apenas "a esgotar prazos" e a atrasar um processo que, de acordo com o calendário legal, deveria ter terminado no dia 29 de março.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!