Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Ex-primeiro-ministro esloveno condenado por corrupção

O antigo primeiro-ministro conservador esloveno Janez Jansa (de 2004 a 2008, depois entre 2012 e 2013) foi condenado esta quarta-feira pelo Tribunal de Ljubljana a dez anos de prisão efetiva e 37 mil euros de multa por corrupção no quadro do "processo Pátria", um contrato de blindados finlandeses.
5 de Junho de 2013 às 15:53
O antigo chefe do governo, de 54 anos, recorreu para a suspensão da execução da pena
O antigo chefe do governo, de 54 anos, recorreu para a suspensão da execução da pena FOTO: Reuters

O antigo chefe do governo, de 54 anos, recorreu para a suspensão da execução da pena.

O tribunal, presidido por Barbara Klajnsek, considerou-o culpado de corrupção durante a assinatura em 2006 do maior contrato de fornecimento ao pequeno país saído da Jugoslávia com a empresa finlandesa Pátria, no valor de 278 milhões de euros.

Os dois outros acusados, o homem de negócios Ivan Crkovic, e o general do exército esloveno Tone Krkovic, foram condenados a 22 meses de prisão efetiva e à mesma multa de 37 mil euros cada um.

Os três homens declararam-se inocentes. Janez Jansa denunciou um "processo político". No exterior do tribunal, centenas de manifestantes estavam reunidos, a maioria para dar o seu apoio ao antigo chefe do governo.

O contrato de armamento assinado pela Eslovénia em 2006 com a Pátria previu a venda de 135 veículos blindados para modernizar o exército esloveno, depois da sua integração na NATO em 2004, mesmo ano em que se deu a sua adesão à União Europeia.

primeiro-ministro corrupção eslovénia crise janez jansa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)