Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Forte explosão destrói hotel de luxo em Cuba

O edifício encontrava-se vazio, com a reabertura prevista para terça-feira.
Maria Madeira e Ricardo Ramos 7 de Maio de 2022 às 10:27
A fachada do Hotel Saratoga e os primeiros três pisos do edifício foram totalmente destruídos pela explosão
A fachada do Hotel Saratoga e os primeiros três pisos do edifício foram totalmente destruídos pela explosão
Uma forte explosão destruiu esta sexta-feira o Hotel Saratoga, localizado no centro de Havana, a capital de Cuba. Até ao ao fecho desta edição, as autoridades tinham confirmado pelo menos oito mortos, 30 feridos e 13 desaparecidos.

O alerta foi dado perto das 11 horas locais (16h00 em Portugal), Os primeiros três pisos do edifício foram totalmente destruídos pela explosão, que atingiu ainda várias viaturas que se encontravam estacionadas perto do edifício e provocou danos numa escola situada nas imediações, que foi rapidamente evacuada.

O presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, que se dirigiu ao local, afastou a hipótese de terrorismo, acrescentando que a causa mais provável da explosão terá sido uma fuga de gás.

A polícia e as equipas de resgate cercaram rapidamente toda a área, isolando pontos-chave, incluindo o edifício histórico do Capitólio de Havana, antiga sede do Congresso de Cuba.

Localizado no centro histórico da capital cubana, o hotel centenário encontrava-se encerrado ao público há mais de dois anos, devido à pandemia, e preparava a sua reabertura ao público no próximo dia 10, terça-feira, pelo que é provável que a explosão esteja relacionada com as obras que estavam em curso no edifício. O hotel de cinco estrelas, de estilo neoclássico, foi construído em 1880, começou a ser usado como unidade de turismo em 1930 e era considerado um dos mais luxuosos e emblemáticos da capital cubana.
Cuba Hotel Saratoga Havana turismo segurança autoridades locais
Ver comentários