Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Fotojornalista da Reuters morto durante combates entre tropas afegãs e talibãs no Afeganistão

Danish Siddiqui foi morto em fogo cruzado perto de uma fronteira com o Paquistão.
16 de Julho de 2021 às 10:09
Danish Siddiqui
Danish Siddiqui
O fotojornalista da Reuters, Danish Siddiqui, foi morto esta sexta-feira enquanto cobria confrontos entre as tropas afegãs e combatentes do Talibã perto de uma fronteira com o Paquistão, anunciou um comandante afegão.

As forças especiais afegãs encontravam-se a lutat para recuperar a principal área de mercado de Spin Boldak quando Siddiqui e um oficial sénior afegão foram mortos em fogo cruzado do Talibã, disse o oficial à agência Reuters.

Siddiqui estava destacado naquela área desde o início desta semana com as forças especiais afegãs baseadas na província de Kandahar, no sul, e estava a reportar os combates entre comandos afegãos e combatentes do Talibã.

O presidente da Reuters, Michael Friedenberg, e a editora-chefe, Alessandra Galloni, disseram em comunicado estar a trabalhar para obter mais informações.

"Danish foi um excelente jornalista, um marido e pai dedicado e um colega muito querido. Os nossos pensamentos estão com a família neste momento terrível", lamentou o presidente da Reuters, Michael Friedenberg, e a editora-chefe, Alessandra Galloni, em comunicado.

Esta manhã Siddiqui havia reportado à Reuters que tinha sido ferido no braço por estilhaços durante uma reportagem sobre o confronto e encontrava-se a recuperar quando os combatentes do Talibã voltaram a atacar, revelou comandante afegão.

Siddiqui ganhou o Prémio Pulitzer de Fotografia de Destaque em 2018 por documentar a crise dos refugiados em Rohingya.

Fotógrafo da Reuters desde 2010, o trabalho de Siddiqui abrangeu as guerras no Afeganistão e no Iraque, a crise dos refugiados Rohingya, os protestos de Hong Kong e os terramotos no Nepal.
Reuters Afeganistão Paquistão Danish Siddiqui Talibã
Ver comentários