Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Governo de Bolsonaro: "O peixe é um bicho inteligente. Quando vê uma mancha de óleo, foge"

Secretário da Aquicultura e Pescas garante que os animais da zona afetada pelo derrame de petróleo no Brasil não estão contaminados.
Correio da Manhã 4 de Novembro de 2019 às 13:02
Jair Bolsonaro na Assembleia da ONU
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro na Assembleia da ONU
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro na Assembleia da ONU
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro

O Governo de Jair Bolsonaro assegurou esta sexta-feira que é seguro continuar a consumir peixe e marisco das águas "envenenadas" pela mancha de petróleo que afeta uma grande extensão do litoral nos estados do nordeste brasileiro há cerca de dois meses.

Jorge Seif Júnior, secretário de Estado da Aquicultura e Pesca, afirmou: "O peixe é um bicho inteligente. Quando vê uma mancha de óleo, foge, tem medo. Então, obviamente que pode consumir o seu peixinho, lagosta e camarão".

Tentou ainda tranquilizar os consumidores ao garantir que foram realizados "inúmeros testes" aos peixes da zona e que não há sinais de "nem um peixe contaminado" e "nem uma notificação do Ministério da Saúde".

Depois da intervenção do secretário, Bolsonaro reconheceu que alguns animais podem ser afetados pela mancha de petróleo, minimizando, assim, os danos ambientais que afetam o ecossistema: "Obviamente que, de vez em quando, pode ficar uma tartaruga presa na mancha de óleo, um peixe ou um golfinho, mas tudo bem".

No entanto, vários especialistas contradizem o secretário ao afirmar que os peixes podem estar contaminados e, por isso, é necessário haver cautela.

Pedro de Podestà Uchôa do Departamento de Biologia da Universidade de Brasília explicou ao portal UOL que "o secretário está equivocado porque o óleo vai contaminar todo o ambiente atingido. Vai mudar as características da área e os bichos que estão a viver naquele ambiente vão estar sujeitos ao contacto direto com esse óleo, de uma forma ou de outra".

"Eventualmente, alguns peixes vão conseguir desviar-se das manchas de óleo. Mas outras espécies, não. E, ao ter contacto direto com a mancha, o peixe vai morrer, porque não é uma substância natural à qual ele está acostumado", acrescentou o especialista.

"Não posso, no entanto, dizer se é ou se não é seguro, cientificamente, que há ou não há risco ao consumir esses peixes. Porque esses peixes que se desviam da mancha de óleo não foram analisados", concluiu.

Bolsonaro Governo de Jair Bolsonaro ambiente poluição ambiental aqricultura e pescas questões sociais pescas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)