Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Haiti: Duvalier escoltado até tribunal

O antigo ditador do Haiti, Jean Claude Duvalier, deixou esta terça-feira sob escolta policial o hotel Karibe, onde estava hospedado, e deverá ser conduzido a Tribunal.
18 de Janeiro de 2011 às 18:43
Duvalier regressou no domingo ao Haiti, acompanhado da mulher
Duvalier regressou no domingo ao Haiti, acompanhado da mulher FOTO: Clancy Nolan/Epa

Os responsáveis policiais não precisaram no entanto se Duvalier estava a ser detido pelos crimes cometidos durante o seu regime.

Duvalier e sua mulher, que no domingo decidiram regressar ao Haiti provenientes de França, abandonaram o hotel rodeados por polícias e pelos seus advogados. 

Duvalier terá sido conduzido ao procurador para uma comunicação do processo, adiantou Gervais Charles, bastonário da ordem dos advogados de Port-au-Prince.

No exterior do hotel, partidários do antigo ditador gritavam "Duvalier  Presidente" e exigiam a demissão de René Préval, o actual chefe de Estado. 

O ex-ditador, também conhecido por "Baby Doc", é considerado responsável, por organizações internacionais de defesa dos direitos humanos, pela morte de milhares de opositores. É ainda acusado de desvio de fundos durante a presidência, entre 1971 e 1976.   

A Suíça prevê devolver às autoridades haitianas cerca de 5,7 milhões de dólares (4,2 milhões de euros) depositados pela família Duvalier nos bancos do país. 

Após o seu regresso a Port-au-Prince, Duvalier tem justificado a decisão  como uma forma de "ajudar" os haitianos após o terramoto que devastou o  país em Janeiro de 2010.

duvalier haiti ex-ditador
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)