Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Imagem no navio levada de Fátima

A imagem de Nossa Senhora resgatada intacta do navio ‘Costa Concordia’, que naufragou junto à ilha de Giglio, Itália, foi comprada em Portugal, no Santuário de Fátima pelos proprietários do paquete, antes de este ser lançado à água.
24 de Janeiro de 2012 às 01:00
Resgatada, intacta, a imagem de Nossa Senhora foi entronizada na inauguração no navio
Resgatada, intacta, a imagem de Nossa Senhora foi entronizada na inauguração no navio FOTO: Paul Hanna/Reuters

Trata-se de uma "réplica da imagem da Capelinha das Aparições", revelou ontem o Santuário de Fátima, adiantando que a imagem foi entronizada na capela do navio no dia do baptismo e inauguração da embarcação, a 7 de Julho de 2006. A cerimónia contou com a presença do cardeal D. Stephen Fumio Hamao, então presidente do Conselho Pontifício para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes, e do padre Clemente Dotti, sacerdote italiano que nessa altura prestava serviço no Santuário de Fátima.

A compra da imagem e a cerimónia de entronização foram na altura noticiadas pela ‘Voz da Fátima’, jornal oficial do Santuário.

No domingo passado, durante a recitação do rosário, o padre Luciano Cristino anunciou, "com alegria", a recuperação da imagem, que agora está na igreja paroquial da ilha de Giglio. 

MAIS DOIS CORPOS E EXTRACÇÃO DE COMBUSTÍVEL

No dia em que foram descobertos os corpos de duas mulheres nos destroços do navio, aumentando para 15 o número de mortos, as autoridades italianas deram luz verde para a extracção do combustível.

No interior do ‘Costa Concordia’, recorde-se, há ainda 2380 toneladas de carburante, cuja extracção começará "de imediato", provavelmente hoje. Segundo a Protecção Civil, a extracção do combustível é "perfeitamente compatível" com as buscas destinadas a tentar encontrar mais desaparecidos.

Itália Costa Concordia Nossa Senhora
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)