Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Instagram elimina fotografias de cozido galego por "violência gráfica"

Rede social apagou as imagens do cozido galego, prato típico da Galiza semelhante ao cozido à portuguesa, por a publicação "violar as normas comunitárias".
SÁBADO 24 de Outubro de 2019 às 14:37

Richard Barreira não escondeu a sua indignação quando percebeu que o Instagram tinha removido as imagens de um típico almoço de domingo galego que partilhou com os seus seguidores na referida rede social. "Meu deus, como isto está", escreveu o homem, no relato que fez do episódio.

Segundo o próprio, o Instagram apagou as imagens do cozido galego, prato típico da Galiza semelhante ao cozido à portuguesa, por a publicação "violar as normas comunitárias". A rede social explicou então que as imagens tinham sido relacionadas com conteúdo com "violência gráfica - linguagem que incita ao ódio, violência e bullying -, nudez e atividade sexual".

Ver esta publicação no Instagram

Madre mía como está el patio, aunque parezca mentira, los censores de @instagram , me eliminaron la publicación de hoy por infringir sus normas comunitarias que incluyen (Adjunto pantallazo comunicado): -Violencia gráfica -Lenguaje que incita al acoso, violencia y bullying -Desnudos y actividad sexual... QUE SON FOTOS DE UN COCIDO!!! Entonces, o la unidad censora de @instagram está gobernada por un o una vegana que nada más ver las fotos del cocido de mi madre tuvo unas ganas enormes de masturbarse al ver tanta carne (Cosa prohibida para esos sectarios) o es un problema mental o simplemente es que son GILIPOLLAS y ya...falta circo para tanto payaso, esperemos que la @culturagalegaxunta @turismodegalicia @galicia_mola @galiciacalidade tomen medidas contra este atropello a nuestra cultura gastronómica! #censura #instagramcensura #instagramcensurafotosdecocido #cocidogallego #carnedeporco #terneragalega

Uma publicação partilhada por Richard Barreira Baños (@richardbarreira) a

"São fotos de um cozido", exclamou Richard, que acusou o Instagram de "censura". No texto, o comensal apelou ainda às autoridades locais que "tomem medidas contra o atropelo" à cultura galega.

Mais tarde, o Instagram recuou na decisão e permitiu que Richard publicasse novamente as fotografias.

Instagram política fotografia questões sociais censura
Ver comentários