Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Irão ameaça América com “guerra total”

Ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano avisa que Teerão não quer conflito armado mas não hesitará em se defender.
Ricardo Ramos 20 de Setembro de 2019 às 08:58
Javad Zarif
Mohammad Javad Zarif
Mohammad Javad Zarif
Mohammad Javad Zarif
Javad Zarif
Mohammad Javad Zarif
Mohammad Javad Zarif
Mohammad Javad Zarif
Javad Zarif
Mohammad Javad Zarif
Mohammad Javad Zarif
Mohammad Javad Zarif
O Irão avisou esta quinta-feira os EUA e a Arábia Saudita de que qualquer ataque contra o seu território provocará uma "guerra total" no Médio Oriente, aumentando ainda mais a tensão na região numa altura em que Washington parece hesitar na resposta a dar ao ataque de sábado contra as instalações petrolíferas sauditas.

"Não queremos uma guerra, não queremos envolver-nos num confronto militar. Mas não pestanejaremos na defesa do nosso território. Qualquer ataque contra o Irão terá como consequência uma guerra total", avisou o chefe da diplomacia iraniana, Zavad Zarif, acusando a Arábia Saudita e Israel, arquirrivais regionais do Irão, de "tentarem enganar Trump" para lançar uma guerra contra o Irão.

O presidente norte-americano, que no dia a seguir ao ataque afirmou que os EUA estavam "carregados e prontos" para retaliar, tem nos últimos dias assumido uma posição mais cautelosa e esta quinta-feira disse mesmo que um ataque militar "é a última escolha".

"Temos muitas opções. A guerra é a última, mas temos outras opções. Veremos", disse Trump, um dia depois de a Arábia Saudita mostrar destroços de mísseis e drones que alegadamente provam o envolvimento de Teerão no ataque de sábado.

PORMENORES
"Ato de guerra"
O secretário de Estado norte-americano Mike Pence considerou o ataque contra as instalações petrolíferas sauditas como "um ato de guerra" e garantiu que Washington e Riade estão a coordenar a resposta.

Reivindicação houthi
O MNE francês Jean-Yves Le Drian considerou esta quinta-feira "muito pouco credível" a revindicação dos rebeldes houthis do Iémen de que foram eles que levaram a cabo o ataque contra a Arábia Saudita. "Vamos esperar pelos resultados da investigação internacional", disse o ministro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)