Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Irão rejeita oferta da UE

O presidente iraniano rejeitou esta quarta-feira uma oferta da União Europeia (UE) de incentivos para suspender as suas pesquisas sobre o enriquecimento do urânio. Mahmoud Ahmadinejad comparou-a a "caramelos e nozes".
17 de Maio de 2006 às 09:52
"Pensam que estão a falar com uma criança de 4 anos a quem podem dar caramelos e nozes em troca de ouro?", questionou Mahmoud Ahmadinejad perante milhares de pessoas reunidas em Arak, região centro do Irão.
"Não precisamos dos vossos incentivos. Os iranianos não cairão na armadilha duas vezes", afirmou Ahmadinejad, acrescentando: "aceitámos a suspensão durante dois anos e isso foi uma experiência amarga para o povo iraniano".
A União Europeia, nomeadamente França, Alemanha e Reino Unido, está a estudar uma oferta de incentivos, entre as quais um reactor nuclear de água leve, para que o Irão suspenda o seu programa nuclear.
A comunidade internacional acredita que o Irão possui um plano secreto para o fabrico de armas nucleares, contudo, este país alega fins pacíficos, nomeadamente a produção de energia.
Ver comentários