Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Krugman reitera que austeridade deve acabar

Afirmação proferida na Grécia.
18 de Abril de 2015 às 13:51
Krugman reuniu-se este sábado com o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras
Krugman reuniu-se este sábado com o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras FOTO: EPA

O economista Paul Krugman reiterou este sábado em Atenas que a política de austeridade que tem sido aplicada na Europa deve acabar e que o Governo grego deve manter as suas "linhas vermelhas" nas negociações com os credores.


"A estrita política de austeridade na Grécia deve terminar", disse Krugman em conferência de imprensa, assinalando que "os credores do país estão à espera de algumas concessões para avançar no acordo".


O economista defendeu que o Governo liderado por Alexis Tsipras não pode ceder na redução de salários e pensões, dado que o país teve de fazer um forte ajustamento nos últimos cinco anos com grandes sacrifícios.


O Prémio Nobel da Economia disse que para a Grécia conseguir um excedente primário deve implementar reformas estruturais e não fazer novos ajustamentos orçamentais.


Krugman reuniu-se hoje com o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, e com o presidente da República, Prokopis Pavlopoulos, que lhe agradeceu as palavras sobre a Grécia.

Paul Krugman Atenas Europa austeridade
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)