Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Ministra brasileira defende direito "à vida desde a conceção"

Damares Alves evitou referir-se expressamente ao aborto.
Lusa 25 de Fevereiro de 2019 às 16:57
Damares Alves
Damares Alves
Damares Alves
Damares Alves
Damares Alves
Damares Alves
Damares Alves
Damares Alves
Damares Alves

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do Brasil assegurou esta segunda-feira, em Genebra, que lutará para garantir os direitos das mulheres, com atenção especial ao abuso sexual, defendendo ainda o direito "à vida desde a conceção".

Damares Alves discursou no âmbito da 40.ª sessão do Conselho de Direitos Humanos (CDH) da Organização das Nações Unidas (ONU), na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Genebra, na Suíça, onde, sem se referir expressamente ao aborto, defendeu o direito "à vida desde a conceção", assegurando ainda que está comprometida com "os mais altos padrões de direitos humanos" e com a "defesa da democracia", noticiou a Globo.

Durante a sua intervenção, que durou cerca de 10 minutos, a ministra afirmou: "Defenderemos tenazmente o pleno exercício, por todos, do direito à vida, desde a conceção, e à segurança da pessoa, em linha com a Declaração Universal dos Direitos Humanos e o Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos, bem como, no âmbito regional, com o Pacto de São Jose da Costa Rica".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)