Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Morre depois de sexo sado-masoquista

Um britânico de 58 anos morreu na terça-feira depois de uma sessão de sado-masoquismo com uma mulher que se afirma como a “dominadora mais pervertida da Europa”.
24 de Junho de 2010 às 18:48
Homem morreu depois de sessão de sexo sado-masoquismo
Homem morreu depois de sessão de sexo sado-masoquismo FOTO: Pedro Catarino

O homem faleceu enquanto tomava banho, depois de uma sessão intensa com a prostituta Lucrezia e a sua assistente Juno, na sua mansão em Brecht, na Bélgica.

As duas mulheres, que no seu site dizem ser especialistas em aplicar “dor extrema”, chamaram uma ambulância ao ver o seu cliente sem vida.

Lucrezia, de 46 anos, e Juno, de 37, foram ambas detidas sob acusação de assalto e espancamento, levando à morte da vítima, embora sem intenção.

De acordo o promotor público, a vítima poderá ter morrido após a inalação de óxido nitroso, utilizado como anestésico para prolongar as sessões de sexo sádicas.

“As duas mulheres são acusadas de assalto e espancamento, sem intenção de causar a morte da vítima”, afirmou o promotor, acrescentando que o resultado da autópsia “será conhecido dentro de poucos dias”.

Ver comentários