Sub-categorias

Notícia

Mulher condenada por casar com dois dos três filhos

Mãe afirma que o casamento é legal porque a custódia das crianças foi entregue aos avós.
14.03.18

Patricia Ann Spann, de 45 anos, foi condenada a dois anos de prisão pelo tribunal do Oklahoma, nos Estados Unidos. A mulher é acusada de casar com a filha, Misty de 26 anos, após se divorciar do filho mais velho, Jody Jr. A mulher declarou em tribunal que, uma vez que as crianças foram criadas pelos avós paternos, o casamento é totalmente legal.

A investigação iniciou-se após Misty apresentar os papéis de divórcio por ambicionar começar uma nova relação.

Uma vez que os dados dos documentos denunciavam que se tratava de um casamento entre mãe e filha, as autoridades foram alertadas para a situação de incesto.

Segundo o jornal Daily Mail, a jovem afirmou que não sabia da situação ilegal que envolvia o matrimónio e que Patricia sempre a fizera querer que "era natural o casamento entre ambas uma vez que nunca tiveram uma relação de mãe e filha".

A situação tornou-se mais sombria quando a polícia descobriu que Jody Jr, filho mais velho de Patricia, também tinha casado com a mãe, seis anos antes.

O jovem pediu a anulação do casamento em 2016, alegando "situação de incesto" como causa principal.

Cody, o segundo filho de Patricia, testemunhou em tribunal que também recebeu uma proposta de casamento da mãe.

A mulher foi inicialmente condenada a 10 anos de prisão, mas devido ao facto de todos os casamentos terem sido realizados com o consentimento dos dois envolvidos, a sentença foi reduzida para dois anos de cadeia e acompanhamento psicológico.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!