Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Nemtsov tinha "provas" do envolvimento russo na Ucrânia

Amigo do opositor russo declarou temer que as provas nunca cheguem ao conhecimento público.
2 de Março de 2015 às 19:01
Amigo diz que Boris Nemtsov estava em contacto com "familiares de soldados russos mortos" em cidades ucranianas
Amigo diz que Boris Nemtsov estava em contacto com 'familiares de soldados russos mortos' em cidades ucranianas FOTO: Sergei Ilnitsky/EPA

O opositor russo Boris Nemtsov, assassinado na sexta-feira em Moscovo, reuniu "provas" da presença de soldados russos na Ucrânia que se preparava para divulgar, afirmou esta segunda-feira um amigo do homem assassinado.

"Ele tinha provas. Ele contou que estava em contacto, em Ivanovo, Iaroslav e outras cidades, com familiares de soldados russos mortos" na Ucrânia, disse à agência de notícias francesa, AFP, Ilia Iachin, que dirige o movimento da oposição Solidarnost e era um dos seus amigos mais próximos.

Iachin declarou temer agora que essas provas nunca cheguem ao conhecimento público. "Não sei como é que ele obteve essas informações. Os investigadores foram a casa dele duas horas após o assassínio e depois, foram ao seu escritório, no dia seguinte. Levaram documentos e esses locais estão agora selados", precisou.

As informações deviam estar reunidas num "relatório intitulado 'Putin e a guerra' que estava prestes a ser publicado", dissera Boris Nemtsov dois dias antes de ser assassinado, segundo Ilia Iachin. "Penso que se ele tivesse concluído esse relatório, ele teria causado sensação", garantira antes Iachin à estação televisiva da oposição Dojd.

Boris Nemtsov Moscovo Ucrânia provas envolvimento russo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)