Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Ninjas endurecem

Os elementos da Polícia de Intervenção Rápida (‘Ninjas’) de S. Tomé e Príncipe, que ocupam deste o início da semana o Comando-Geral da Polícia Nacional, ameaçam endurecer posições, uma vez que não aceitaram a proposta do governo para solucionar a crise.
11 de Outubro de 2007 às 00:00
 Um agente da polícia de S. Tomé e Príncipe em acção. O braço de ferro entre os ‘Ninjas’ e o governo mantém-se
Um agente da polícia de S. Tomé e Príncipe em acção. O braço de ferro entre os ‘Ninjas’ e o governo mantém-se FOTO: Tiago Sousa Dias
De acordo com fontes contactadas pelo Correio da Manhã, os revoltosos poderão avançar já hoje para o alegado plano B, que deverá passar pela detenção do antigo comandante da corporação, Armando Correia, que lhes tinha garantido o pagamento de subsídio financeiro a que tinham direito após formação em 2003/2004 em Angola. Este subsídio, recorde-se, está na origem da revolta, juntamente com outras reivindicações, como aumentos salariais e um novo quartel. Armando Correia foi demitido depois da primeira sublevação dos ‘Ninjas’, em Janeiro de 2006, quando na altura reivindicavam o mesmo que agora.
Em declarações ao CM, o 1-º subchefe Wilson Quaresma, líder dos revoltosos, afirma que tinham deixado sair os oficiais para permitir o início das conversações. “Mas para o nosso espanto o governo propôs a ida a Luanda na segunda-feira de uma delegação composta pelo comandante Gilberto Andrade e três elementos nossos para saber se Angola disponibilizou ou não o subsídio a que tínhamos direito”, afirmou aquele oficial, acrescentando: “Não concordamos com essa proposta porque não faz sentido sermos nós a ir a Angola tratar de um assunto da responsabilidade do governo.” Caso as reivindicações não sejam satisfeitas hoje, Wilson Quaresma ameaçou com a detenção de Armando Correia, sublinhando ser ele “a única pessoa que pode explicar onde pára o dinheiro”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)