Homem de 71 anos morreu ao tentar salvar outra pessoa na Nova Zelândia

Daoud Nabi era avô de nove netos e ajudou refugiados a começar uma nova vida naquele país.
15.03.19

Daoud Nabi, 71 anos, é uma das vítimas do ataque à mesquita na Nova Zelândia. Tinha nove netos e morreu numa tentativa altruísta de tentar salvar outro fiel. 

Foi o filho, Omar, homem que confirmou a identidade do pai como um dos 49 mortos em Christchurch, em entrevista à estação de televisão americana NBC News.

O homem não participou nas orações desta sexta-feira por motivos de trabalho, revelou e contou a história de Daoud.

O avô de 71 anos ajudou 
refugiados a começar uma nova vida na Nova Zelândia e, na mesquita, sentiu que fazia sentido tentar salvar outro fiel.

"Ele ajudou todos os refugiados", disse Omar à NBC. "Fosse da Palestina, Iraque ou Síria, ele foi sempre a primeira pessoa a ajudar", contou o filho.

Assim que soube do ataque, Omar correu para a mesquita e foi lá que soube que o pai tinha morrido a tentar salvar outro fiel.




pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!