Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Número de estradas bloqueadas no Brasil diminui

Abastecimento vai demorar 10 dias a voltar à normalidade.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 28 de Maio de 2018 às 08:05
Greve dos camionistas no Brasil
Greve dos camionistas no Brasil
Greve dos camionistas no Brasil
Greve dos camionistas no Brasil
Greve dos camionistas no Brasil
Greve dos camionistas no Brasil
Greve dos camionistas no Brasil
Greve dos camionistas no Brasil
Greve dos camionistas no Brasil
Ao sétimo dia de greve dos camionistas contra o preço dos combustíveis, o Brasil registou este domingo uma redução no número de estradas bloqueadas e um tímido recomeço do abastecimento, mas os transtornos continuam para milhões de pessoas. Por todo o país os transportes continuaram parados e nos supermercados falta quase tudo.

A maior redução de bloqueios ocorreu em São Paulo, onde o novo governador, Márcio França, fez um acordo com os camionistas, garantindo-lhes descontos no diesel e redução de portagens quando os camiões circularem vazios. No resto do país, segundo o governo central, o número de estradas cortadas caiu, em média, 60%, mas os camionistas continuaram parados nas bermas das estradas que antes bloqueavam.

Escoltados pela Polícia e pelo Exército, camiões-tanque começaram a abastecer postos de gasolina em algumas cidades e levaram combustível para os principais aeroportos, mas ainda em quantidade insuficiente. Os bloqueios aos principais portos do país também foram reduzidos, mas, como os camionistas mantêm a greve, pouca coisa mudou.
Segundo a associação que representa os supermercados, mesmo que o abastecimento efetivo seja retomado esta segunda-feira, só daqui a 10 dias se voltará à normalidade.
Brasil São Paulo Márcio França Polícia economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)