Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Padre deseja morte por Covid-19 a fiéis que não vão à missa com medo da doença

"Há católicos que têm tudo, mas dizem "eu só vou à igreja quando tiver a vacina", disse sacerdote brasileiro durante missa.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 25 de Agosto de 2020 às 19:54
Padre - Imagem ilustrativa
Padre - Imagem ilustrativa FOTO: Getty Images

Um padre católico do estado brasileiro de Minas Gerais desejou a morte por Covid-19 aos fiéis que deixaram de ir às suas missas com medo da pandemia do Coronavírus.

A assombrosa declaração, nada consentânea com a mensagem de humanidade que um religioso deveria transmitir, foi feita pelo padre António Firmino na missa do passado domingo na paróquia São João Batista, na cidade de Barão do Rio Branco.

"Há alguns católicos, engraçado, que têm saúde, têm tudo, mas dizem "eu só vou à igreja quando tiver a vacina" (contra a Covid-19). Tomara que não apareça vacina para essas pessoas. Ou que morram antes de a vacina chegar."-Disparou o padre Firmino na missa, que foi presencial e também difundida pela internet.

Para ele, só seria razoável a ausência nas suas missas dos fiéis de grupos de risco, nomeadamente pessoas doentes ou de muita idade. Segundo o clérigo, se quem não está nesses grupos deixou de ir à igreja é porque não tem fé e deve ser severamente punido.

A absurda declaração do religioso é a segunda de um representante da Igreja Católica a chocar os brasileiros num intervalo de poucos dias.

Semana passada, aludindo a uma menina de 10 anos que teve de fazer um aborto autorizado pela justiça depois de ter engravidado de um tio que a violava desde os seis, o padre Ramiro Perotto, da cidade de Carlinda, no estado de Mato Grosso, afirmou que se a menor se deixou abusar durante quatro anos sem denunciar o tio é porque estava a gostar de fazer sexo com ele. 

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Covid-19 Minas Gerais Coronavírus António Firmino religião questões sociais coronavírus
Ver comentários