Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Pedro Sánchez reconhece que não terá a maioria necessária para ser reconduzido

Líder do Partido Socialista Espanhol´critica a extrema-esquerda pela falta de um acordo.
Lusa 25 de Julho de 2019 às 13:02
Milhares de pessoas juntam-se em Madrid para exigir demissão de Pedro Sánchez
Pedro Sánchez
Milhares de pessoas juntam-se em Madrid para exigir demissão de Pedro Sánchez
Pedro Sánchez
Milhares de pessoas juntam-se em Madrid para exigir demissão de Pedro Sánchez
Pedro Sánchez

O primeiro-ministro socialista espanhol, Pedro Sánchez, constatou no início do debate parlamentar de esta quinta-feira que se "mantém o bloqueio" político com o Unidas Podemos (extrema-esquerda), pelo que deverá falhar a segunda tentativa de ser reconduzido como primeiro-ministro.

"O senhor Iglesias [líder do Unidas Podemos] continua sem perceber que temos falta de ter um Governo, não dois Governos", disse Sánchez, criticando a extrema-esquerda pela falta de um acordo.

O parlamento espanhol vai votar pela segunda vez esta semana, daqui a alguns minutos, a investidura do líder do Partido Socialista Espanhol (PSOE), Pedro Sánchez, para chefe do Governo numa consulta em que apenas precisa de mais votos a favor do que contra.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)