Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

PM turco agradece apoio de "heróis nacionais"

Yildirim diz que ação militar vai "contra a lei turca".
16 de Julho de 2016 às 10:42
O primeiro-ministro turco Binali Yildirim
O primeiro-ministro turco Binali Yildirim FOTO: Umit Bektas/Reuters

O primeiro-ministro turco agradeceu o trabalho dos serviços de segurança especiais leais ao governo, na sequência da tentativa de golpe de Estado levado a cabo por uma fração do exército.

Numa declaração ao país, no palácio Cankaya, a residência oficial do primeiro-ministro, Binali Yildirim afirmou que estes "incidentes mostram que o povo turco gosta da democracia e que a estabilidade governamental é muito importante para o nosso país".

O primeiro-ministro disse que o "país nunca irá esquecer quem lutou contra os rebeldes" e que "são uns heróis".


Ainda no mesmo comunicado, reforçou a ideia de que "estes movimentos terroristas são contra a lei turca" e que "ninguém pode brincar com a liberdade da Turquia, com os nossos civis e com o amor à democracia".


Yildirim classificou o golpe de Estado falhado como uma "mancha negra" na democracia turca, acrescentando que foram evitados "problemas sérios".

De acordo com o primeiro-ministro, dos confrontos na noite de sexta-feira resultaram 161 mortos, números que excluem as baixas entre os militares revoltosos.

Há ainda 1.440 feridos e 2.839 militares detidos, suspeitos de envolvimento na tentativa de golpe de estado que ocorreu na sexta-feira à noite.

"Esses cobardes vão ter o castigo que merecem", afirmou o chefe do Governo turco.
Binali Yildirim Turquia política distúrbios guerras e conflitos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)