Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Polícia mata manifestantes no Iraque

Dezenas de pessoas foram feridas.
21 de Maio de 2016 às 14:33
Um dos manifestantes  em Bagdad
Um dos manifestantes em Bagdad FOTO: Wissm al-Okili/Reuters
As forças de segurança iraquianas mataram pelo menos duas pessoas quando dispersavam manifestantes que entraram na "zona verde" de alta segurança em Bagdad, na sexta-feira, informaram este sábado fontes policiais e médicas.

Citadas pela Agência France Presse, as fontes informaram também que 57 pessoas foram feridas.

Os incidentes ocorreram quando milhares de apoiantes do clérigo xiita Moqtada al-Sadr entraram à força na "zona verde", onde se localizam as sedes do governo, o parlamento e embaixadas de países ocidentais.

A polícia repeliu os manifestantes com gás lacrimogéneo, granadas de atordoamento e canhões de água e alguns deles responderam lançando pedras e outros objetos.

As forças de segurança também dispararam tiros, maioritariamente para o ar, mas as fontes confirmaram que os mortos foram vítimas de disparos de arma de fogo.

Depois de entrarem na "zona verde", parte dos manifestantes conseguiu entrar no edifício sede do governo, mas permaneceu pouco tempo no local.

Moqtada al-Sadr organiza há dois meses protestos para exigir do governo reformas contra a corrupção, o nepotismo e o clientelismo.
Iraque Bagdad manifestação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)