Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

População proibida de sair de Wuhan devido a vírus. Comunidade portuguesa apanhada de surpresa

Miguel Matos, um dos poucos portugueses a viver em Wuhan, ia para as Filipinas quando foi impedido de partir.
Lusa 23 de Janeiro de 2020 às 15:08
Vírus mortal surgiu em Wuhan, na China
Vírus mortal surgiu em Wuhan, na China FOTO: Reuters
Miguel Matos, um dos raros portugueses a residir em Wuhan, estava de malas feitas para as Filipinas quando foi impedido de partir, parte de um bloqueio que visa travar a propagação de uma nova epidemia.

"É preciso muito azar", conta à Lusa o treinador de guarda-redes do Hubei Chufeng Heli, clube que compete na terceira divisão chinesa de futebol. "Vim na quarta-feira do estágio de pré-época em Kunming (sudoeste da China), só para pegar nas malas, e esta quinta-feira de manhã fui notificado que não podia sair da cidade", revela.

"Autoestradas, ligações ferroviárias e aéreas, está tudo fechado", descreve. "Não podemos sair daqui", acrescenta.

Wuhan Miguel Matos Filipinas questões sociais coronavírus
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)