Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Queda de avião mata todos os ocupantes

Um avião da companhia aérea paquistanesa PIA (Pakistan International Airlines) despenhou--se ontem pouco depois de ter descolado do aeroporto de Multan, no Leste do país, quando efectuava um voo doméstico. Morreram as 45 pessoas que seguiam a bordo.
11 de Julho de 2006 às 00:00
O aparelho, um bimotor Fokker F--27, com destino a Lahore, a capital da província paquistanesa do Punjab, transportava 41 passageiros e quatro tripulantes, tendo-se despenhado a cerca de quilómetro e meio do aeroporto. Segundo relatos de testemunhas oculares, o avião atingiu cabos de electricidade antes de embater no solo.
“Morreram todos”, informou o chefe da Polícia local, Iftikhar Babar. Os cadáveres encontrados junto aos destroços do avião – que se incendiou – estavam irreconhecíveis. Segundo a BBC, entre as vítimas mortais encontram-se dois juízes do Supremo Tribunal e dois oficiais do Exército de alta patente.
Desconheciam-se ainda as causas do acidente. “O avião perdeu o contacto com a torre de controlo cerca de dois minutos após a descolagem. Não sabemos o que aconteceu”, afirmou Mansoor Rahi, daquela companhia aérea paquistanesa. Contudo, Athar Hassan, porta-voz da PIA, referiu que, pouco depois de descolar, um dos motores ficou em chamas, tendo o piloto tentado, sem êxito, efectuar uma aterragem forçada. Foi já aberto um inquérito para apurar o que originou o acidente.
Este é o segundo acidente aéreo em apenas dois dias. Ainda no domingo, a queda de um avião na Sibéria matou pelo menos 128 pessoas. Ontem, investigadores russos reconstituiram os últimos momentos do voo e familiares procederam à identificação das vítimas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)