Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Terrorista de Londres tinha acesso a túneis sob o Parlamento Britânico

Khuram Butt trabalhou como funcionário na estação de Westminster, no Metro de Londres.
Catarina Figueiredo 6 de Junho de 2017 às 11:58
Khuram Butt
Khuram Shazad Butt e Rachid Redouane
Khuram Butt
Khuram Shazad Butt e Rachid Redouane
Khuram Butt
Khuram Shazad Butt e Rachid Redouane
Khuram Butt, um dos três responsáveis pelo ataque terrorista londrinho que matou sete pessoas e deixou outras 50 feridas, no sábado passado, já tinha estado sob a mira da Polícia britânica.

Apesar de tudo, a sua participação no documentário "The Jihadis Next Door", exibido pelo canal de televisão Channel 4, no ano passado, e o facto de ter tentado entrar na Siría de forma ilícita, não foi suficiente para as autoridades o considerarem como um possível autor de um atentado terrorista.

O homem de 27 anos chegou inclusivé a trabalhar como funcionário no Metropolitano de Londres, mais concretamente na estação de Westminster, onde tinha livre acesso a túneis sob o Parlamento britânico.

Nascido no Afeganistão e residente no Reino Unido, Butt tinha como hábito assistir a vídeos no Youtube de apelo ao Daesh e ao extremismo e era conhecido por hostilizar muçulmanos não radicalizados e por ignorar as mulheres.

Apesar de o seu ato ter sido tomado como uma surpresa junto da comunidade do bairro onde morava, em Barking, o paquistanês já tinha tentado converter algumas pessoas, e até crianças, ao islamismo radical.

Ao que tudo indica, Khuram Butt, Rachid Redouane e Youssef Zaghaba terão agido em conformidade para levar a cabo o atentado terrorista que assolou a capital londrina no fim-de-semana passado e que provocou a morte a sete pessoas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)