Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Terrorista italiano preso em Fátima estava a rezar a Nossa Senhora

Homem procurado por atentado em Brescia, Itália, onde oito pessoas morreram e 99 ficaram feridas.
21 de Junho de 2017 às 17:57
Santuário de Fátima
Atentado na Piazza della Loggia, em Brescia, ocorreu em 1974
Santuário de Fátima
Atentado na Piazza della Loggia, em Brescia, ocorreu em 1974
Terrorista foi detido quando rezava no Santuário de Fátima
Atentado na Piazza della Loggia, em Brescia, ocorreu em 1974
Atentado na Piazza della Loggia, em Brescia, ocorreu em 1974
Atentado na Piazza della Loggia, em Brescia, ocorreu em 1974
Terrorista foi detido quando rezava no Santuário de Fátima
Santuário de Fátima
Santuário de Fátima
Atentado na Piazza della Loggia, em Brescia, ocorreu em 1974
Santuário de Fátima
Atentado na Piazza della Loggia, em Brescia, ocorreu em 1974
Terrorista foi detido quando rezava no Santuário de Fátima
Atentado na Piazza della Loggia, em Brescia, ocorreu em 1974
Atentado na Piazza della Loggia, em Brescia, ocorreu em 1974
Atentado na Piazza della Loggia, em Brescia, ocorreu em 1974
Terrorista foi detido quando rezava no Santuário de Fátima
Santuário de Fátima
Santuário de Fátima
Atentado na Piazza della Loggia, em Brescia, ocorreu em 1974
Santuário de Fátima
Atentado na Piazza della Loggia, em Brescia, ocorreu em 1974
Terrorista foi detido quando rezava no Santuário de Fátima
Atentado na Piazza della Loggia, em Brescia, ocorreu em 1974
Atentado na Piazza della Loggia, em Brescia, ocorreu em 1974
Atentado na Piazza della Loggia, em Brescia, ocorreu em 1974
Terrorista foi detido quando rezava no Santuário de Fátima
Santuário de Fátima
A Polícia Judiciária deteve, esta quarta-feira, em Fátima, um terrorista italiano procurado pelas autoridades devido a um atentado com recurso a explosivos, em Brescia, Itália. 

O terrorista estava a rezar no Santuário de Fátima quando foi surpreendido pela PJ de Leiria. Escreve a imprensa italiana que é conhecida a devoção mariana de Maurizio Tramonte, que terá ido a Fátima em busca de perdão pelas suas ações. 

Em 1974, na manhã de 28 de maio, na via pública da cidade de Brescia, Maurizio Tramonte ativou um engenho explosivo e causou aquele que fiocu conhecido como o 'Massacre de Piazza della Loggia'. O atentado, que ocorreu durante um protesto antifascista, matou oito pessoas e ferii 99. 

Segundo a imprensa italiana, as autoridades locais já estavam acompanhar as movimentações de Maurizio Tramonte e tinham conhecimento do paradeiro do terrorista italiano. Estava a ser monitorizado pelo ROS, a unidade de elite dos Carabinieri. A PJ compriu o mandado de detenção europeu e deteve o terrorista, depois ter recebido a informação de que o homem procurado estava em Portugal.

Vai cumprir prisão perpétua em Itália

Tramonte, de 64 anos, vai ser presente ao Tribunal da Relação de Évora para interrogatório judicial e aplicaçãoi das medidas de coação a serem decididas. O homem será depois entregue às autoridades italianas.

Em Itália, o terrorista irá cumprir uma pena de prisão perpétua. A pena foi decretada pela Corte di Apello de Milão.
Fátima Polícia Judiciária Brescia Itália Tribunal de Évora crime lei e justiça polícia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)