Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Trump proíbe nomeado para os Óscares de ir à cerimónia

Realizador iraniano visado por ordem executiva que bane nacionais de sete países de entrarem nos EUA.
Pedro Zagacho Gonçalves 28 de Janeiro de 2017 às 19:30
Asghar Farhadi, realizador do filme ‘O Vendedor’, não vai poder ir aos Óscares
Asghar Farhadi, realizador do filme ‘O Vendedor’, não vai poder ir aos Óscares
A atriz Taraneh Alidoosti já tinha dito que iria boicotar a cerimónia
A atriz Taraneh Alidoosti já tinha dito que iria boicotar a cerimónia
A atriz Taraneh Alidoosti já tinha dito que iria boicotar a cerimónia
Asghar Farhadi, realizador do filme ‘O Vendedor’, não vai poder ir aos Óscares
Asghar Farhadi, realizador do filme ‘O Vendedor’, não vai poder ir aos Óscares
A atriz Taraneh Alidoosti já tinha dito que iria boicotar a cerimónia
A atriz Taraneh Alidoosti já tinha dito que iria boicotar a cerimónia
A atriz Taraneh Alidoosti já tinha dito que iria boicotar a cerimónia
Asghar Farhadi, realizador do filme ‘O Vendedor’, não vai poder ir aos Óscares
Asghar Farhadi, realizador do filme ‘O Vendedor’, não vai poder ir aos Óscares
A atriz Taraneh Alidoosti já tinha dito que iria boicotar a cerimónia
A atriz Taraneh Alidoosti já tinha dito que iria boicotar a cerimónia
A atriz Taraneh Alidoosti já tinha dito que iria boicotar a cerimónia

Asghar Farhadi, realizador do aclamado filme ‘O Vendedor’, que está nomeado para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro, não vai poder estar presente na cerimónia dos prémios, depois de Donald Trump emitir uma ordem executiva que proíbe nacionais de sete países de entrarem nos EUA.

O realizador, que fez história em 2012 quando o seu filme a separação foi o primeiro filme iraniano a vencer um Óscar, é natural do Irão, um dos países cujos nacionais estão proibidos de entrar nos EUA.

Asghar Farhadi já confirmou que não vai poder estar presenta na cerimónia para dar a cara pelo filme que realizou. ‘O Vendedor’ conta a história de um professor (Shahab Hosseini) que enceta uma vingança após a sua mulher (Taraneh Alidoosti) ser atacada no apartamento do casal.

A atriz Taraneh Alidoosti já tinha dito que iria boicotar a cerimónia dos Óscares, que se realiza no dia 26 de fevereiro, devido aos comentários racistas do Presidente norte-americano e aos projetos que visavam de banir os muçulmanos dos EUA.

Na sexta-feira, Trump impôs uma proibição de quatro meses da entrada nos EUA de passageiros nacionais da Síria e outros seis países de maioria muçulmana: Iraque, Irão, Sudão, Líbia, Somália e Iémen.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)