Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

UM PROFESSOR NA VIDA DA NOIVA DO PRÍNCIPE FELIPE

Alonso Guerrero Pérez, primeiro marido da futura esposa do príncipe Felipe, de Espanha, recusou revelar quaisquer pormenores da relação que manteve com Letizia Ortiz Rocasolano. A futura rainha espanhola esteve casada durante um ano com o escritor, um casamento civil que “caducou” em 1999, por razões que Alonso se escusa a revelar.
4 de Novembro de 2003 às 00:00
Alonso, natural de Almendralejo, na Estremadura espanhola, tem 41 anos, é licenciado em Filosofia e professor de Literatura. Recusou prestar declarações à Comunicação Social, limitando-se a fazer saber, através da família, que não fará um único comentário sobre o namoro e casamento com Letizia. Instou, ainda, a família a colaborar no seu propósito de manter a reserva do seu passado em comum com a noiva de Felipe. “Acabo de saber de tudo pela televisão”, afirmou Andrés Guerrero, irmão mais novo de Alonso, ainda algo surpreendido com a notícia do noivado. Sobre o irmão afirmou que nada pode dizer, pois ele “leva uma vida muito independente”.
Também sobre a relação de Alonso com a futura rainha não quis dar pormenores, salientando apenas que, a julgar pelas aparências, “tinham um relacionamento muito cordial”. O casamento aconteceu a 7 de Agosto de 1998, em Almendralejo, e o copo-de-água realizou-se no restaurante “El Paraíso”.
Manuel Jesús Morán, presidente da Câmara da cidade na altura da boda e amigo pessoal de Alonso, recorda as muitas refeições e conversas que partilhou com o amigo e Letizia. Sobre esta, afirma que a sua qualidade mais saliente era “a simpatia”. Também o dono do restaurante que serviu o almoço de casamento, Fernando Campomantes, recorda aquele dia. “Foi uma festa simples”, afirmou, salientando que se sente “orgulhoso de ter servido a futura rainha de Espanha”.
ESTREIA PÚBLICA
A relação e casamento anteriores da noiva não perturbam, no entanto, nem Felipe nem a Família Real. O príncipe surgiu ontem pela primeira vez em público com Letizia no jardim da residência do príncipe, no Palácio da Zarzuela. “Estou muito contente por poder mostrar quanto este noivado me fez feliz e quanto amo Letizia”, afirmou, adiantando que ambos estão “empenhados em servir devotadamente a Espanha”. O rei Juan Carlos afirmou, por seu lado, estar tão alegre que em breve todos poderão ver como “ficará gordo de tanto contentamento”.
Ver comentários