Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Virologista chinesa diz que Covid-19 "foi criado em laboratório”

Diz que mercado “foi usado como distração”.
Rodrigo Amaral 5 de Agosto de 2020 às 08:26
Virologista que fugiu da China garante que coronavírus não teve origem animal
Pandemia afeta milhões de alunos
Virologista que fugiu da China garante que coronavírus não teve origem animal
Pandemia afeta milhões de alunos
Virologista que fugiu da China garante que coronavírus não teve origem animal
Pandemia afeta milhões de alunos
A virologista chinesa que ficou conhecida por acusar Pequim de ter ocultado a ameaça do novo coronavírus, Li-Meng Yan, deu uma nova entrevista em que garantiu que o vírus não teve origem animal, e que foi criado num laboratório militar chinês. “Na altura determinei claramente que o vírus era proveniente de um laboratório militar do Partido Comunista Chinês”, afirmou a cientista ao site ‘Taiwan News’. A especialista em saúde pública, que fugiu para os EUA em abril porque temia acabar “desaparecida ou assassinada por dizer a verdade”, acrescentou ainda que o mercado de Wuhan “foi apenas usado como isco, como distração”.

Numa entrevista anterior à cadeia norte-americana Fox News, a virologista tinha acusado o regime de Pequim de saber em dezembro que o vírus já tinha infetado mais de 40 pessoas e que era transmissível entre humanos. n * com agências

pormenores
OMS investiga na China
A equipa enviada pela OMS à China para investigar a origem da pandemia manteve “discussões substanciais” com os cientistas de Wuhan que primeiro lidaram com o novo vírus, revelou ontem um porta-voz.

Multas pesadas
O estado australiano de Victoria anunciou que quem violar o confinamento obrigatório enfrentará multas de até 12 mil euros.

Polónia bate recorde
A Polónia bateu ontem, pela quarta vez numa semana, o recorde diário de infeções por Covid-19, com 680 novos casos. A maioria foi registada na província da Silésia e está relacionada com vários surtos entre trabalhadores das minas locais.

Assessor de Bolsonaro
O chefe de gabinete do presidente brasileiro Jair Bolsonaro, general Walter Souza Braga Netto, testou positivo ao novo coronavírus. É o sétimo membro do governo a ficar infetado desde o início da pandemia.

Mundo enfrenta “catástrofe geracional”
O secretário-geral da ONU, António Guterres, alertou ontem que o Mundo enfrenta uma “catástrofe geracional” devido ao encerramento de escolas por causa da pandemia, que afeta mais de mil milhões de alunos. Para Guterres, o problema “ameaça deitar a perder um imenso potencial humano, reverter décadas de progressos e agravar as desigualdades latentes”.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)