Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Vírus de Marburg causa mais mortes em Angola

A febre hemorrágica causada pelo vírus de Marburg provocou já 118 mortos em Angola, duas das quais este sábado, anunciaram as autoridades angolanas, que classificam a situação como “gravíssima” e temem que o surto da doença venha a alastrar a outras províncias para além do Uíge, no Norte do país, onde ocorreu a maioria dos casos.
26 de Março de 2005 às 16:11
A livre movimentação de pessoas preocupa as autoridades
A livre movimentação de pessoas preocupa as autoridades FOTO: d.r.
Dos 118 casos mortais já registados, 115 verificaram-se no Uíge, tendo morrido mais duas pessoas em Luanda e uma em Cabinda. As duas mortes ocorridas este sábado foram de uma enfermeira do Hospital Provincial do Uíge e de uma mulher de Cabinda que se havia deslocado àquela província para visitar a família.
Entretanto, a febre hemorrágica corre o risco de alastrar a outras regiões de Angola. Neste momento, encontram-se hospitalizadas em Luanda quatro pessoas suspeitas de estarem infectadas com o vírus de Marburg, todas elas provenientes do Uíge. As autoridades temem que a livre movimentação das pessoas possa facilitar a propagação da doença.
Face ao alerta, a Organização Mundial de Saúde (OMS) já declarou a existência de uma epidemia de Marburg em Angola, pelo que colocou em estado de alerta o sistema de vigilância epidemiológica nas províncias vizinhas do Cuanza Norte, Malange e Cabinda, e também na República Democrática do Congo, ex-Zaire.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)