Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Costa afirma que levará pelos EUA a mensagem do Portugal moderno

Primeiro-ministro discursou no início das cerimónias do Dia de Portugal, em Boston.
Lusa 11 de Junho de 2018 às 01:13
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston

O primeiro-ministro afirmou este domingo que, ao longo dos próximos dias, levará pelos Estados Unidos a mensagem do "Portugal moderno" em construção, num discurso em que salientou a solidez e a antiguidade da aliança entre portugueses e norte-americanos.

António Costa falava antes do discurso do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no início das cerimónias do Dia de Portugal, em Boston, no estado norte-americano de Massachusetts, depois de ter sido hasteada a bandeira nacional na "City Hall".

"Inicio hoje um extenso programa nas duas costas dos Estados Unidos. Encontrar-me-ei com as comunidades portuguesas, com responsáveis de universidades e empresas. Em todo o lado levarei a mensagem do Portugal moderno em construção", declarou o primeiro-ministro.

Neste contexto, António Costa especificou que, além de Boston, estará em Providence, São Francisco, Sacramento, Nova Ioque e Newark.

"Todo este mês de junho contará com um extenso programa de eventos culturais, científicos e económicos para celebrar o nosso país nos Estados Unidos. Um programa que vai desenvolver-se em 60 cidades e em 12 diferentes Estados. Nunca esqueceremos que as comunidades portuguesas prolongam o país para além das suas fronteiras", referiu.

Na sua intervenção, com uma parte em inglês, o primeiro-ministro destacou também o caráter simbólico das comemorações do Dia de Portugal no outro lado do oceano Atlântico, nos Estados Unidos, com ele próprio e o Presidente da República a fazerem a rota que muitos portugueses fizeram ao longo de séculos: "Do continente para os Açores e dos Açores para o Novo Mundo".

Depois, António Costa fez um rasgado elogio aos valores e ao papel histórico dos Estados Unidos no mundo, país com o qual "Portugal tem uma longa amizade".

Em inglês, o líder do executivo caraterizou os Estados Unidos como "um sonho" para várias gerações de emigrantes, "uma ideia de liberdade, progresso e prosperidade, baseada em valores democráticos espalhados por todo o mundo".

"Muitos portugueses atravessaram o oceano para chegar aos Estados Unidos, país de oportunidades, e são agora um exemplo de integração bem sucedida", disse, depois de elogiar os cidadãos luso-americanos com dupla nacionalidade: "O vosso sucesso orgulha Portugal".

Na sua intervenção, o primeiro-ministro referiu-se, igualmente, a medidas tomadas pelo seu Governo para facilitar o acesso à nacionalidade portuguesa e para aumentar os direitos dos lusodescendentes.

"Temos uma política de aberta cidadania", disse, recebendo nesta parte da sua intervenção muitas palmas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)