Ana Gomes apresenta queixa contra subconcessão dos estaleiros de Viana

Queixa-crime contra incertos apresentada esta sexta-feira na Procuradoria-geral da República. (Atualizada às 20h28)
20.12.13
  • partilhe
  • 0
  • +
Ana Gomes apresenta queixa contra subconcessão dos estaleiros de Viana
Ana Gomes Foto Manuel Azevedo / Correio da Manhã

A eurodeputada Ana Gomes apresentou esta sexta-feira junto da Procuradoria-geral da República uma queixa-crime contra incertos, por causa da subconcessão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) ao grupo naval Ria/Martifer Energy, revelou a responsável.

EURODEPUTADA RECORRE A BRUXELAS

Ana Gomes solicitou esta sexta-feira à Comissão Europeia que ordene a suspensão da subconcessão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) ao grupo Navalria/Martifer Energy, na sequência da queixa-crime apresentada na Procuradoria-Geral de República (PGR).

"O que eu peço à Comissão, neste caso, é que tome uma decisão no sentido que seja imediatamente suspenso o processo de subconcessão", lançou a responsável, numa conferência de imprensa em Lisboa.

"Uma decisão inexistente da Comissão é invocada para mudar o processo de privatização para um processo de subconcessão. Peço uma intervenção rápida da Comissão", reforçou Ana Gomes que, hoje, apresentou junto da Procuradoria-geral da República (PGR) uma queixa-crime contra incertos por causa da subconcessão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) ao grupo Navalria/Martifer Energy.

EURODEPUTADA RECORRE A BRUXELAS

Ana Gomes solicitou esta sexta-feira à Comissão Europeia que ordene a suspensão da subconcessão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) ao grupo Navalria/Martifer Energy, na sequência da queixa-crime apresentada na Procuradoria-Geral de República (PGR).

"O que eu peço à Comissão, neste caso, é que tome uma decisão no sentido que seja imediatamente suspenso o processo de subconcessão", lançou a responsável, numa conferência de imprensa em Lisboa.

"Uma decisão inexistente da Comissão é invocada para mudar o processo de privatização para um processo de subconcessão. Peço uma intervenção rápida da Comissão", reforçou Ana Gomes que, hoje, apresentou junto da Procuradoria-geral da República (PGR) uma queixa-crime contra incertos por causa da subconcessão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) ao grupo Navalria/Martifer Energy.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
3 Comentários
  • De João Manuel Martins Magro21.12.13
    Tudo vai ficar em águas de bacalhau! Os lucros da tramóia já foram distribuídos pelos coveiros da construção naval. Então o chefe das armas é o quê um parvo ou quê? Tem manhas de artista e que ninguém o pise se não morde
    Responder
     
     0
    !
  • De d21.12.13
    Tem todo o meu apoio e dos demais.Este processo ENVC cheira-me muito a esturro.Interesses negros e dubios do CApital sem esquecer do amiguismo.P/la caminhamos p/Capitalismo na sua forma mais pura e dura.Viva a FOME.
    Responder
     
     0
    !
  • De luiz20.12.13
    Ana Gomes está no lugar certo para encontrar uma empresa,fundo, tenha ele o nome que tiver, para comprar os E V C e manter os actuais 600 empregados. Esta senhora não sabe o que é ser empresário(a), não tem a m noção.
    Responder
     
     45
    !