Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Arménio Carlos: descida da TSU é um "embuste"

O secretário-geral da CGTP critica proposta do PS.
21 de Maio de 2015 às 15:16
Arménio Carlos na marcha "Contra a Privatização dos Transportes"
Arménio Carlos na marcha 'Contra a Privatização dos Transportes' FOTO: Miguel A. Lopes/Lusa
O secretário-geral da CGTP considera um "embuste" a proposta do PS de descer a taxa social única (TSU) em quatro pontos percentuais, defendendo que vai prejudicar, e não beneficiar, os trabalhadores.

"Se houver uma redução para os trabalhadores da sua contribuição de Segurança Social isso quer dizer que vão ter menos proteção social e o valor da pensão de reforma vai baixar", afirmou à Lusa Arménio Carlos, enquanto participava numa marcha em Lisboa contra a privatização dos transportes.

O projeto de programa eleitoral do PS, divulgado na quarta-feira, apresenta uma versão mais "cautelosa" da proposta de descida da TSU para trabalhadores e empresas em quatro pontos percentuais. "A ilusão de que a melhoria dos rendimentos das famílias pode ser feita através de uma redução da TSU para os trabalhadores em 4 pontos percentuais é um embuste", acrescentou o sindicalista, defendendo que a melhoria dos rendimentos dos trabalhadores se faz pelo aumento dos salários, pelo aumento do salário mínimo nacional e por uma política fiscal diferente da atual.

Arménio Carlos falou ainda do projeto do PS no que respeita às áreas da legislação laboral e da Segurança Social, para dizer que "não são diferentes" das atuais políticas do Governo e que fica "tudo como dantes".
CGTP PS Segurança Social Arménio Carlos TSU salários e pensões
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)